Header Ads

ad

A angustiante e insuportável certeza da culpa


Confesso a minha culpa; em angústia estou por causa do meu pecado” (Salmos 38:18) 


O Salmo 38 é a expressão de um coração dilacerado pela amargura e pelo sofrimento da perda da comunhão com Deus. O rei Davi sabia que algo muito errado tinha rompido essa ligação, tão importante para ele. A melhor definição de pecado é essa: aquilo que nos separa de Deus (Isaias 59.2). 

O pecado é brutal. Ele, normalmente chega sutilmente. Mas quando encontra lugar, as ordens são de destruição total. Nível bélico. O que antes era um lugar limpo, arejado, bem florido e harmonioso, acaba por dar lugar a um ambiente sujo, malcheiroso e insuportável de se habitar. Um verdadeiro caos. 

Davi ressalta que não há nenhum proveito em se rebelar contra o Senhor. A tendência é cair ladeira abaixo, sem qualquer possibilidade de auto salvação. Por isso, ele clama: “Senhor, não me abandones! Não fiques longe de mim, ó meu Deus” (v. 21). Não há beleza numa vida sem Deus. 

Além da desordem e da destruição, o pecado deixa marcas. E tais marcas geral dor (v. 17b). E é isso que devemos ter em mente: ou sentimos dor pelo pecado que cometemos, ou o pecado nos fará sentir dor. Faça a interpretação que achar conveniente. Mas a verdade é que o pecado sempre vem em excesso. Nunca em pequenas porções. Pois a intenção é que a gente absorva o máximo possível da experiência. 

O resultado nem sempre é agradável. Nossa luta contra o pecado deve ser constante. Não podemos baixar a guarda. Quanto mais ele tentar investir contra nós, mais forte nós temos que ser na defesa e no ataque. Não há aliança! Um lado sempre vai consumir o outro e é imperativo que não sejamos nós os derrotados. 

A boa notícia é que Jesus levou sobre si nossos pecados (Isaías 53.5), ainda que isso tenha lhe custado a vida, a qual sacrificou em nosso favor. Podemos vencer o pecado, pois Cristo é quem nos fortalece e nos dá o escape. Ele é quem intercede por nós junto ao Pai (1 João 2.1). A cruz foi um ato de misericórdia, quando nada merecíamos. 

Por isso, busquemos em Deus forças para suportar as investidas do mal. Não é fácil. Nunca é. Mas tudo podemos em Deus, pois ele tem cuidado de nós. 

Deus abençoe!

Nenhum comentário