Header Ads

ad

O Cristão, as manifestações políticas e o Evangelho

Os políticos conseguem algo que nem Jesus consegue no nosso país: unir os crentes

Acho lindo crentes indo a manifestações políticas. A alegria, as cores, etc. É o momento em que arminianos amam calvinistas, presbiterianos chamam assembleianos de “irmãos”. Pentecostais não se importam com o cessacionismo e até neopentecostais são abraçados. Faltar ao culto de domingo é normal nesses casos. Vemos que os políticos conseguem algo que nem Jesus consegue no nosso país: unir os crentes

O único problema é que não se tem o mesmo fervor e brilho nos olhos quando a iniciativa é Missional e Evangelística. Natal e Páscoa são desprezados. A ceia do Senhor é ignorada e a atenção na Palavra é sempre interrompida com uma ida ao banheiro e uma água no bebedouro. Enfim, as manifestações políticas no Brasil são uma denúncia. Denúncia essa não contra os corruptos. Mas uma denúncia contra a alma dos cristãos brasileiros

Nos nossos dias há pouco fervor e luta pelo Reino de Jesus. Há muita disputa de egos. O centro não é mais Jesus, mas o reino humano e diabólico. O coração do cristão comum brasileiro está vazio e como vazio está, precisa-se de um outro messias, de um outro ungido. De um outro salvador! 

Entenda, eu não tenho problema nenhum em ir a manifestações. Apenas gostaria do fundo do coração que isso fosse nada, comparado com o cristianismo vivido no dia a dia da igreja brasileira. Que houvesse mais vibração ao falar de Jesus aos perdidos do que falar do político preferido aos que rivalizam politicamente. 

Alguns dizem: "Jack, tu não entende a situação! O Brasil está afundando!" Para esses respondo: Tu é que não entende! Devemos lutar por uma condição melhor no nosso país! Mas devemos fazer 1000x mais pela causa de Cristo e pelas pessoas que estão indo ao inferno nesse momento em que tu lê essas linhas. Enquanto o mundo vai ao inferno, estamos doando nossas curtas vidas em nome de algo que não dura nem 4 anos. 

Que Deus tenha misericórdia dos cristãos brasileiros. Que Deus grave a eternidade em nossos olhos! 

* Por Jackson Jacques – Pastor da Igreja Vintage 180, em Porto Alegre (RS)

Nenhum comentário