Header Ads

ad

Escaravelhos egípcios são descobertos em Shiloh: prova científica anterior ao Êxodo?

Acredita-se que os escaravelhos eram amuletos sagrados no Egito Antigo (foto: Divulgação)


A escavação arqueológica em Shiloh (Siló, na Bíblia), região Samaria, produziu muitos artefatos significativos. Porém, a mais recente é a descoberta de um escaravelho egípcio de 3.000 anos de idade, anterior ao Êxodo do Egito. 

Arqueólogos da Associates for Biblical Research, no Texas, liderados pelo Dr. Scott Stripling e o Archaeological Staff Officer da Administração Civil apresentaram suas descobertas da escavação em Shiloh na 8ª Conferência de Shiloh, na última quinta-feira (25). Entre as descobertas que apresentaram havia um escaravelho de 3.000 anos de idade e uma borda em forma de chifre de pedra de um altar que eles acreditam que remonta à Idade do Ferro (1200-586 a.C.). 

Os pesquisadores acreditam que o escaravelho, usado como selo, tem origem egípcia e foi usado por um alto funcionário egípcio. Escaravelhos esculpidos em pedra ou moldados de barro eram amuletos populares e selos de impressão no Egito Antigo. Eles sobrevivem em grande número e, por meio de suas inscrições e tipologias, são uma importante fonte de informação para arqueólogos e historiadores do mundo antigo. Também representam um corpo significativo de arte antiga. Numerosos escaravelhos foram encontrados em escavações arqueológicas em Israel. 

Acredita-se que o chifre do altar seja uma evidência de que o Tabernáculo Judeu construído no deserto durante o Êxodo estava de fato em Shiloh. De acordo com relatos bíblicos, o Tabernáculo ficou na cidade por aproximadamente 369 anos até que o Primeiro Templo fosse construído em Jerusalém. A idade da descoberta é significativa, pois os arqueólogos descobriram uma mudança de culturas na região, em transição no período entre 1200 a.C a 1000 a.C, de uma cultura cananeia até as tribos de Israel e os filisteus. 

Esta é a terceira temporada que o Dr. Stripling liderou uma equipe de voluntários na escavação em Shiloh. 

Fonte: Breaking Israel News

Nenhum comentário