Líder muçulmano que protegeu cristãos perseguidos na Nigéria recebe prêmio nos EUA

Abubakar Abdullahi protegeu mais de 260 cristãos que estavam na mira mortal de radicais islâmicos, no ano passado

O imã nigeriano Abubakar Abdullahi, de 60 anos, foi um dos agraciados com o International Religious Freedom Awards (Prêmio Internacional de Liberdade Religiosa), concedido pelo Departamento de Estado dos EUA por ter arriscado a vida para salvar de perseguição membros de outra comunidade religiosa composta por cristãos. Com aval do presidente Donald Trump, a cerimônia aconteceu no último dia 17. 

O reconhecimento ao imã se deu por conta de um incidente ocorrido em junho do ano passado, quando dez aldeias de maioria cristã em Barkin Ladi foram atacadas por radicais islâmicos, gerando centenas de mortos. Abubakar Abdullahi conduziu 262 cristãos para sua mesquita. 

O imã também chegou a confrontar os atiradores, se recusando a permitir a entrada deles à mesquita e implorando que poupassem a vida dos cristãos sob sua guarda. Abubakaraté se ofereceu em sacrifício no lugar dos perseguidos. 

A coragem do líder muçulmano diante do perigo iminente e sua história de evangelismo através das divisões religiosas demonstra seu compromisso vitalício de promover a paz e a compreensão inter-religiosa. 

Esta foi a primeira edição do prêmio. O secretário de Estado, Mike Pompeo, apresentou a cerimônia de premiação e entregou as premiações. Entre os agraciados está também o brasileiro Ivanir dos Santos, babalaô reconhecido por pelo diálogo inter-religioso visando combater a discriminação contra as religiões de matizes africanas. 

Confira a lista completa dos premiados aqui.

Fonte: Breaking Christian News

Postar um comentário

0 Comentários