Organização quer aumentar participação política de pastores nos Estados Unidos

O American Renewal Projec mira principalmente as eleições de 2020 (Foto: EPA)

Um movimento está crescendo entre pastores evangélicos ansiosos para promulgar mudanças nos Estados Unidos. O American Renewal Project tem como objetivo treinar pastores e líderes em sessões políticas e ao mesmo tempo encorajar cada um deles a concorrer a um cargo eletivo. E isso, a partir de 2020. 

O movimento foi iniciado pelo influente político David Lane e seu pastor auxiliar Rob McCoy em 2015. "Estou convencido de que pastores e suas igrejas foram fundamentais na eleição de 2016 do presidente Trump e foram instrumentais em várias eleições estaduais para o Congresso, Senado dos EUA e eleições para governadores", disse Mike Huckabee, ex-candidato à presidência e colaborador da Fox News. 

De acordo com a CBN, o ARP permaneceu ativo durante a campanha de Trump, onde o presidente conquistou 81% dos votos evangélicos conservadores brancos. A ARP gastou US $ 9 milhões nos 60 dias anteriores à eleição geral em seis estados disputados, incluindo Flórida, Ohio e Carolina do Norte. 

Em 2015, a ARP lançou sua primeira "Issachar Training Sessions", referência à tribo de Isacar em 1 Crônicas 12:32, que fala de "homens que entenderam os tempos". No ano seguinte, cerca de 200 pastores se ofereceram para concorrer ao cargo. Em 2018, mais 300 deram um passo à frente. 

A meta do ARP para 2020 é que mil pastores apareçam nas cédulas do país. "As sessões de treinamento de Pastores e Bancos de David Lane estão tendo um efeito em todo o país", disse Newt Gingrich à CBN News. 

David Lane, político cristão e comentarista da Fox News encabeça o movimento

O Missouri é um exemplo perfeito desse impacto. Em 2018, seis pastores concorreram a deputado estadual no estado e cinco venceram, incluindo três que ganharam assentos na Casa do Missouri. E apenas no ano passado, a Câmara aprovou a proibição de abortos após oito semanas de gravidez, sem exceções para estupro ou incesto. 

A ARP também tem como alvo a Califórnia, onde cerca de 600 pastores participaram do treinamento Issachar em 2018. Se apenas algumas dúzias tentaram concorrer em 2020, a ARP acredita que isso poderia mudar o jogo. "Na Califórnia e no Missouri, temos evidências de que pastores capacitados e corajosos podem mudar a história", disse Gingrich. 

Fonte: Christian Headlines

Postar um comentário

0 Comentários