Header Ads

ad

Estrada antiga em Jerusalém pode ter sido construída por Pilatos, afirmam arqueólogos

A Estrada da Peregrinação, antiga rota utilizada por judeus após o ataque a Jerusalém pelo Império Romano | FOTO: Simon Norfolk
Os arqueólogos acreditam que a "Estrada de Peregrinação" em Jerusalém foi construída por Pôncio Pilatos, o infame governador romano da Judeia responsável por autorizar a crucificação de Jesus. Trata-se da antiga estrada na Cidade de Davi, que foi preservada após o ataque de Roma em 70 d.C. e que foi usada pelos peregrinos para chegar ao tanque de Siloé. 

Segundo uma pesquisa publicada nesta terça-feira (22) no Jornal do Instituto de Arqueologia da Universidade de Tel Aviv, mais de 100 moedas foram encontradas embaixo da estrada antiga, que provariam que ela deve ter sido concluída entre 31 e 40 [d.C.], período compreendido pelo governo de Pilatos.

O Dr. Donald Ariel, arqueólogo e especialista em moedas antigas de Israel, explicou que como algumas moedas têm o ano em que foram cunhadas, significa que "se um moeda com uma data encontrada embaixo da rua, a mesma pode ter sido construída no mesmo ano ou depois em que a moeda foi cunhada".

Para restringir ainda mais as coisas, Ariel explicou que "estatisticamente, moedas cunhadas cerca de 10 anos depois são as moedas mais comuns em Jerusalém" e que, como essas moedas não são encontradas na estrada, a rua foi construída antes de sua aparição, em outras palavras apenas no tempo de Pilatos".

Ele sugeriu ainda a possibilidade de Pilatos ter construído a rua para reduzir as tensões entre os romanos e a população judaica. "Embora não possamos ter certeza", disse ele, "essas razões encontram apoio nos documentos históricos". 

Soberania - Em uma cerimônia de dedicação para a inauguração de uma seção da estrada em junho, o embaixador dos EUA em Israel, David Friedman, disse que as descobertas feitas no local foram uma confirmação da soberania de Israel sobre a cidade de David.

Antes de percorrer a parte final do muro que cobria a estrada na cerimônia, Friedman disse: "Se havia alguma dúvida sobre a precisão, a sabedoria e a propriedade do presidente [americano] [Donald] Trump de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel , Eu certamente acho que isso coloca todas as dúvidas para descansar ".

A Fundação City of David, que planeja abrir o caminho ao público, financiou a escavação e restauração. O projeto tem sido polêmico, pois é executado sob alguns lares palestinos no leste de Jerusalém, com líderes da Autoridade Palestina chamando a escavação de "crime de guerra" e parte dos "planos de judaização imperialistas" de Israel.

Fonte: Breaking Christian News


Nenhum comentário