Header Ads

ad

Presidenciável diz que igrejas devem perder isenção de impostos por não apoiarem casamento LGBTQ+

Beto O´Rourke: "Não pode haver recompensa, benefício ou benefício fiscal para qualquer pessoa ou instituição, organização nos Estados Unidos que negue todos os direitos humanos e todos os direitos civis de cada um de nós" | FOTO: Mario Tama/Getty Images
O ex-representante do Texas e candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos em 2020, Beto O'Rourke, disse nesta quinta-feira (10) que igrejas, instituições de caridade e outras instituições religiosas que se opõem ao casamento entre pessoas do mesmo sexo devem perder seu status de isenção de impostos. 

Além disso, O´Rourke, que é ferrenho opositor ao atual presidente, Donald Trump, afirmou que se ele se tornar presidente, essa será uma política que ele procurará aplicar rapidamente por ação executiva, de acordo com o plano LGBTQ em seu site. 

"Apesar do progresso que fizemos, membros da comunidade LGBTQ + têm vidas negadas, livres de medo ou discriminação. A administração do presidente Trump assumiu a missão de reverter as proteções para a comunidade LGBTQ +, principalmente os americanos transgêneros, desafiando sua garantia constitucional de proteção igual. Beto tomará uma ação executiva imediata para encerrar o ataque aos direitos LGBTQ + e promulgar políticas que estejam em conformidade com nossas leis e valores ”, diz seu plano de governo. 

No programa Equality Townhall, da CNN, o apresentador Don Lemon perguntou a O'Rourke: "Você acha que instituições religiosas como faculdades, igrejas e instituições de caridade deveriam perder seu status de isenção de impostos se se opuserem ao casamento entre pessoas do mesmo sexo?". 

Ele foi claro: "Sim. Não pode haver recompensa, benefício ou benefício fiscal para qualquer pessoa ou instituição, organização nos Estados Unidos que negue todos os direitos humanos e todos os direitos civis de cada um de nós. E como presidente, vamos para fazer disso uma prioridade e vamos parar aqueles que violam os direitos humanos de nossos colegas americanos ". 

Em seu plano de isenções religiosas, O'Rourke em sua agenda para a comunidade LGBTQ observa que ele reverterá a "tentativa do presidente Donald Trump de" expandir as isenções religiosas para permitir a discriminação ou prejudicar outras pessoas ". 

Em uma discussão no Twitter na quinta-feira, Denny Burk, professor associado de estudos bíblicos na Boyce College, que também atua como pastor associado na Igreja Batista Kenwood em Louisville, Kentucky, disse que a proposta de O'Rourke era um "ataque draconiano à Primeira Emenda" e alertou que poderia "falir muitas igrejas". 

“Beto O'Rourke pede que as igrejas cristãs percam seu status de isenção de impostos, a menos que apoiem o casamento gay. Este ataque draconiano à Primeira Emenda é agora a visão principal do Partido Democrata. Isso poderia levar muitas igrejas e instituições religiosas à falência, porque dissuadiria as contribuições. Muitas igrejas perderiam suas propriedades por serem incapazes de pagar impostos sobre a propriedade - especialmente nas grandes cidades. Isso é verdadeiramente draconiano e inconstitucional”. 

Fonte: The Christian Post

Nenhum comentário