Nos EUA | 17% dos adolescentes evangélicos não frequentam escolas públicas, mostra pesquisa


De acordo com nova pesquisa divulgada pelo Pew Research Center, 17% dos adolescentes evangélicos entre 13 e 17 anos nos Estados Unidos não frequentam escolas públicas - a porcentagem mais alta entre todos os grupos cristãos e mais do que o dobro dos adolescentes que não são afiliados a nenhuma religião, segundo a pesquisa. 

Além disso, os 11% dos adolescentes evangélicos que estudam em casa são os mais altos entre todos os grupos cristãos e, novamente, mais do que o dobro dos adolescentes não afiliados. Também é quase o dobro da média nacional (6%). Cinco por cento dos adolescentes evangélicos frequentam uma escola particular religiosa e um adicional de 1% vai para uma escola particular não religiosa. 

Entre outros grupos, os números da pesquisa são: 

- 9% dos adolescentes católicos frequentam uma escola particular religiosa, 2% uma escola particular não religiosa e 2% são educados em casa, para um total de 13% dos que não frequentam a escola pública; 

- 4% dos adolescentes protestantes principais frequentam uma escola particular religiosa, 2% uma escola particular não religiosa e 6% estudam em casa, totalizando 12% dos que não frequentam escolas públicas; 

- Entre os adolescentes não afiliados a nenhuma religião, 1% frequenta uma escola particular religiosa, 1% uma escola particular não religiosa e 5% estudam em casa, totalizando 7% dos que não frequentam escolas públicas; 

O tamanho da amostra para outros grupos religiosos, incluindo adolescentes muçulmanos e judeus, era insuficiente para incluir nos dados, segundo o Pew. Entre todos os alunos, 87% frequentam escolas públicas, sendo 5% em uma escola particular religiosa, 1% em uma escola particular não religiosa e 6% em casa. 

Os dados faziam parte de uma pesquisa maior que examinava a interseção entre fé e escolas públicas. Pew chamou de "a primeira pesquisa nacional em larga escala representativa, fazendo aos adolescentes uma série de perguntas sobre suas próprias práticas e percepções sobre expressões religiosas" na escola. 

A pesquisa foi baseada em entrevistas com 1.811 adolescentes de 29 de março a 14 de abril.

Fonte: Christian Headlines - | FOTO: Eliott Reyna / Unsplash

Postar um comentário

0 Comentários