Header Ads

ad

Campanha sensibiliza igrejas para que utilizem energia limpa em cuidado com o meio ambiente

Igreja usa paineis solares: iniciativa da WEA visa converter 1 em cada 5 igrejas e instituições em energia renovável até 2025 | FOTO: Education Images 
Painéis solares podem ser, em breve, uma alternativa limpa de consumo de energia nas igrejas evangélicas. É o que atualmente defende uma campanha chamada Projeto 20.'25, da World Evangelical Aliance (WEA) para que as comunidades cristãs adotem este meio que é considerado um dos mais eficientes e que menos lesa o meio ambiente. 

A campanha foi desenvolvida para que ao menos 20% dos membros da WEA passem a utilizar a energia solar até 2025. Para isso, foi firmada parceria com a Smart Roofs Solar Inc., em que juntas, ajudarão universidades, centros de saúde e igrejas que buscam adotar energia limpa, incluindo orientação a fornecedores locais e opções de financiamento. 

Segundo Chris Elisara, diretor da Força-Tarefa de Cuidados com a Criação da WEA, a iniciativa de adotar energia renovável se baseia nos esforços da instituição em promover o mandato cultural do homem concedido por Deus em zelar pelo meio ambiente, representação da criação divina. 

"A energia limpa reduz a poluição do ar, o que melhora a saúde e a produtividade humanas; preserva recursos não renováveis; e reduz a emissão de gases de efeito estufa que retêm o calor e podem alimentar, entre outras coisas, condições climáticas extremas que afetam a produção de alimentos e a segurança humana", afirma Elisara

Para Galen Carey, vice-presidente de relações governamentais da National Association of Evangelicals, os cristãos devem estar na vanguarda dos esforços para reduzir a poluição do ar e as emissões de gases de efeito estufa, porque sabem que este é o mundo criado pelo Deus Pai

"Também sabemos que esses esforços beneficiarão particularmente nossos vizinhos mais vulneráveis, aqueles cuja saúde e meios de vida dependem mais diretamente de ar limpo e de um clima estável", afirma Carey. 

Nos EUA, o número de congregações que usam energia solar mais que dobrou entre 2016 e 2019, de acordo com a Interfaith Power & Light, que também faz campanha para mobilizar pessoas de fé para agir sobre as mudanças climáticas. Em novembro, 770 congregações americanas relataram o uso de sistemas solares fotovoltaicos, que convertem a luz solar em eletricidade. A Califórnia possui as igrejas com maior energia solar, seguidas por Massachusetts; Washington DC; e Indiana.

Fonte: Christianity Today


Nenhum comentário