Header Ads

ad

Instituto lança petição contra especial da Netflix que zomba da fé cristã

A polêmica produção é mais uma das 'diabruras' do canal Porta dos Fundos, conhecido por sempre zombar do Cristianismo | FOTO: Divulgação
Com uso de personagens bíblicos – Jesus, inclusive – e elementos da fé Cristã, o site de streaming Netflix divulgou o lançamento de mais um “especial de natal” controverso, produzido pela turma do Porta dos Fundos. Por conta disso, o Instituto Plínio Correa de Oliveira lançou uma petição na internet para impedir que o programa vá ao ar, pretendendo chegar a 10 mil assinaturas. 

Segundo o site Observatório do Cinema, o enredo da produção intitulada "A Primeira Tentação de Cristo” mostra uma festa surpresa que José (Rafael Portugal) e Maria (Evelyn Castro) prepararam para seu filho Jesus (Gregório Duvivier), que chega acompanhado de Orlando (Fábio Porchat). Além disso, até Deus é retratado na obra, representado por Antonio Tabet. 

De acordo com o instituto, que é uma associação de direito privado, o referido programa zomba da fé cristã, ao supostamente apresentar Jesus como um homossexual, embora a sinopse oficial da Netflix não deixe isso claro.

“Não podemos ficar indiferentes a essa situação, que apenas aumenta de ano para ano. É preciso demonstrar nossa repulsa e indignação contra mais essa afronta ao Cristianismo”, diz o texto da petição. 

Não é a primeira vez que o Porta dos Fundos promove escárnio contra o Evangelho. Diversos vídeos em seu canal no Youtube trazem esquetes que sob recurso de “bom humor e liberdade de expressão”, criticam e zombam do Cristianismo. No ano passado, outro “especial de natal” do grupo mostrou Jesus em situações indecorosas, inclusive em meio a bebedeiras com os discípulos, numa alusão à Santa Ceia. 



Nenhum comentário