"Não foi fácil", diz Jeremy Camp sobre filme que retrata sua vida

O longa "Enquanto estivermos juntos" aborda a trajetória do cantor e de sua esposa, Melissa, vitimada pelo câncer |FOTO: Eric Brown 

O aguardado filme "Enquanto estivermos juntos" (I Still Believe) chega aos cinemas nesta sexta-feira (13) e, embora o cantor cristão Jeremy Camp esteja agradecido por sua história de amor ser exibida na tela, também o obriga a reviver o momento mais difícil de sua vida.

"Não foi nada fácil. É a parte mais difícil da minha vida, onde eu realmente senti um sofrimento e uma dor muito grande", disse Camp. "Então, toda vez que assisto, eu desmorono porque me lembro dessa dor". 

O longa narra a história de como o renomado músico cristão se apaixonou e se casou com Melissa Lynn Henning-Camp, que morreu em 2001, menos de um ano depois do casamento. Atualmente, Camp é casado com outra pessoa e tem três filhos. A atual esposa tem sido sua maior defensora ao longo dos anos e foi quem mais o apoiou a contar a história de Melissa nos cinemas. 

O filme traz K.J. Kapa e Britt Robertson nos papéis de Jeremy e Mellisa, respectivamente

O filme refere-se à canção de mesmo nome composta pelo músico e foi produzido sob o recém-formado estúdio Kingdom dos Erwin Brothers, em associação com a Lionsgate. O longa é estrelado pelo neozelandês KJ Apa, conhecido por seu papel na série de TV "Riverdale". Traz também a cantora Shania Twain, que interpreta a mãe de Camp, o ator Gary Sinise, como o pai de Camp e a atriz Britt Robertson, no papel de Melissa.

Confira o trailer:




Fonte: The Christian Post 

Postar um comentário

0 Comentários