"Perfeitamente saudável", professor de escola dominical do Texas morre de Covid-19 dois dias após diagnóstico

Adolph Mendez tinha 44 anos, mantinha uma alimentação saudável e não apresentava nenhuma outra doença anteriormente |FOTO: Arquivo Pessoal
Uma comunidade religiosa do Texas está em choque depois de perder um de seus membros de longa data para o vírus COVID-19. Adolph "TJ" Mendez, 44 anos, descrito como um pai de seis filhos e "perfeitamente saudável", não apresentava nenhuma condição médica subjacente séria antes de contrair a doença e morreu exatamente dois dias depois de receber o diagnóstico. 

A filha de Mendez, Brenda Johnson, disse ao New Braunfels Herald-Zeitung que seu pai foi submetido a um coronavírus na semana passada e recebeu um diagnóstico positivo na terça-feira. Ele morreu quinta-feira (26) no Ascension Seton Medical Center, em Austin.

Ela o descreveu como um homem "gentil" e "paciente" que "se importava com os outros". "Ele amava muito sua família", acrescentou. "Ele estava muito envolvido em nossa comunidade e nossa igreja."

Em um comunicado publicado no Facebook, o pastor da Igreja Batista de Oakwood, Ray Still, disse que sua comunidade ficou chocada com a morte de seu amado professor da Escola Dominical.

“Nosso coração está triste pela esposa e filhos de TJ e eles permanecem em nossas orações. A família de TJ é um povo de fé e é essa fé que os mantém e continuará a sustentá-los”, escreveu ele. “Ele era um bom cristão, fiel ao serviço de Deus e tinha uma família maravilhosa e solidária. Ele era saudável e forte, e sem culpa própria, foi atingido por esse vírus terrível".

O pastor ainda acrescentou que a morte de TJ "deve ser preocupante para todos", lembrando que essa pandemia deve ser levada a sério. "Deus, o doador de todas as coisas boas, nos deu um cérebro e devemos usá-lo para o benefício de nossa família e nossas comunidades", escreveu ele. "Siga o que nossos funcionários nos pediram e vamos perseverar com a ajuda de Deus". 

Segundo a esposa de Mendez, Angela, TJ seguiu um regime rigoroso de condicionamento físico e se absteve de beber ou fumar. Ele treinava, comia saudavelmente e tomava vitaminas diariamente, disse ela.

"Você ouve dizer que as pessoas que morrem são mais velhas ou têm problemas de saúde anteriores, mas ele não era e o vírus o derrubou com força", alertou Angela. “Isso pode acontecer com qualquer pessoa, não é apenas uma história que acontece com pessoas de todo o mundo. Está aqui e é real e pode matar qualquer pessoa, assim como matou meu marido".

Fonte: FaithWire

Postar um comentário

0 Comentários