COVID-19| "Pior crise desde a 2ª Guerra", diz secretário-geral da ONU

Antonio Guterres: "Devemos responder de forma decisiva para suprimir a disseminação do vírus e combater a devastação socioeconômica em todas as regiões"  |FOTO: Fabrice Coffrini/AFP


No lançamento de um relatório sobre os impactos socioeconômicos da Covid-19 nesta terça-feira (31), o secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres afirmou que o mundo enfrenta a crise mais desafiadora desde a Segunda Guerra, que segundo ele, tal ameaça "provavelmente não tem paralelo no passado recente".

Guterres, juntamente com três altos funcionários da ONU, lançou no mês passado um humanitário global de US $ 2 bilhões como plano de resposta para financiar a luta contra o COVID-19 nos países mais pobres do mundo. Ele disse que há o risco de que a doença e a crise econômica que ela trará contribuam para "aumentar a instabilidade e os conflitos". 

Devemos responder de forma decisiva, inovadora e em conjunto para suprimir a disseminação do vírus e combater a devastação socioeconômica que a Cocid-19 está causando em todas as regiões
- Antonio Guterres, secretário-geral da ONU

Ele também defende uma resposta multilateral à crise mundial e salientou a importância de que as economias desenvolvidas ajudem os países mais pobres neste momento. Financiando adequadamente os recursos, Guterres salienta que isso salvará muitas vidas e armará agências humanitárias e organizações não-governamentais com material de laboratório para testes e equipamentos médicos para tratar os doentes, protegendo os profissionais de saúde.

"É uma parte crucial vencer esta luta", enfatizou.

Fonte: ONU/ Gazeta do Povo

Postar um comentário

0 Comentários