Substituto de Moro, novo Ministro da Justiça é pastor presbiteriano

André Luiz Mendonça  deixa a Advocacia Geral da União para assumir posto antes ocupado por Sérgio Moro
|FOTO: José Cruz/Agência Brasil  

Na madrugada desta terça-feira (28), o governo federal anunciou o advogado André Luiz Mendonça para ser o substituto de Sergio Moro no Ministério da Justiça e Segurança Pública. Ele é pastor na Igreja Presbiteriana Esperança, em Brasília.

A nomeação de Mendonça já foi publicada no  Diário Oficial da União (DOU). Ele já fazia parte do governo como ministro da  Advocacia-Geral da União (AGU). No lugar de Mendonça na AGU, assume Jose Levi Mello do Amaral Júnior, que atuava como procurador-geral da Fazenda Nacional.

Mendonça é doutor em estado de direito e governança global e mestre em estratégias anticorrupção e políticas de integridade pela Universidade de Salamanca, na Espanha. Mendonça também já ganhou o Prêmio Innovare, que premia boas práticas do poder Judiciário.

O novo ministro, enquanto titular da AGU, participou das sessões do Supremo Tribunal Federal (STF) e manifestou as posições da União em processos na Corte, tem interlocução com ministros do tribunal. Ele tinha sido escolhido para o cargo na AGU ainda na transição para o governo de Bolsonaro, logo após a eleição, em novembro de 2018.

O nome de André Mendonça passou a ser mencionado nos bastidores do governo federal desde julho do ano passado. Na época, ele era cotado para virar ministro do STF, e o presidente Bolsonaro chegou a afirmar que indicaria um ministro "terrivelmente evangélico" para a Corte Suprema.

Fonte: Conexão Política/G1

Postar um comentário

0 Comentários