Movimento de oração cresce nos EUA em apoio a manifestantes antirracismo

A proposta do movimento é tomar para si a culpa pelo racismo nos Estados Unidos e pedir perdão a Deus e aos manifestantes pelo pecado |FOTO: Reprodução/Facebook

Um grupo multi-racial de oração em Houston chamado Praytest, iniciado pelo rapper cristão branco Bobby “Tre9” Herring, está emergindo como um movimento entre os cristãos em os Estados Unidos depois de um vídeo de cristãos brancos ajoelhados em arrependimento pelo racismo, o que tem se tornado viral.

Um vídeo foi gravado no Cuney Homes, um complexo de moradias públicas na área da Terceira Ala de Houston, onde George Floyd cresceu, mostra Herring liderando o grupo de cristãos brancos em oração diante do grupo negro, liderado por Johnny D. Gentry, fundador e pastor sênior da Free Indeed Church.

A reunião ocorreu poucos dias depois que Floyd, um afro-americano de 46 anos, foi exibido em um vídeo de testemunha ocular que estava sob custódia dos policiais de Minneapolis com o joelho do policial branco Derek Chauvin pressionado no pescoço. Sua morte provocou protestos pedindo justiça e reforma da polícia em todo o país.

“Um dos vídeos que viralizou com o pastor Johnny Gentry e eu de um lado, um de frente para o outro, brancos ajoelhados pedindo perdão a Deus e então você vê meus irmãos e irmãs negros ajoelhados pedindo perdão a Deus, que foi um momento maravilhoso”, Herring disse ao Click2Houston, em uma entrevista recente.

“Desde aquele momento, o Praytest continuou a se multiplicar. Ações semelhantes acontecem não apenas em Houston, mas também em Austin e, recentemente, em Livingston e está prestes a acontecer em Charlotte [Carolina do Norte], por isso está se espalhando por todo o país”. 

Herring argumentou que era hora de os cristãos possuírem o pecado da América contra os negros americanos e a única maneira de fazer isso é refletida ena passagem de 2 Crônicas 7:14, que diz: “Se meu povo, chamado pelo meu nome, se humilhar e orar , e busque o meu rosto, e desvie-se dos seus maus caminhos; então ouvirei do céu, e perdoarei seus pecados, e curarei sua terra”. 

“A beleza é a igreja se humilhando, buscando o rosto de Deus, deixando de ignorar os problemas sistêmicos relacionados aos negros que os oprimem. Estamos nos arrependendo disso e orando. E Deus vai curar nossa terra. Acreditamos que Deus vai nos curar através do que aconteceu com George Floyd e muitos outros antes dele. Deus vai nos curar como resultado de nos levantarmos como igreja - brancos, pretos, marrons - juntos ”, disse Herring.

Fonte: The Christian Post 

Postar um comentário

0 Comentários