Header Ads

ad

Pastor é morto na Índia por radicais maoístas

O pastor Munshi Devu Tado foi o quarto cristão a ser morto nos últimos dois meses
|FOTO: Divulgação/Morning Stars 

Maoistas no estado de Maharashtra mataram um pastor da igreja na sexta-feira (10), a quarta morte de um cristão por sua fé na Índia desde o final de maio, segundo informa o Morning Stars, que atua em defesa a cristãos perseguidos. 

Na vila de Bhatpar, no distrito de Gadchiroli, no estado peninsular ocidental, o pastor Munshi Devu Tado estava liderando um culto em sua propriedade para cerca de 15 famílias da vila, das 16h às 18h, quando três homens armados e três mulheres o escoltaram para longe, segundo relato da esposa, Jaini Munshi Tado.

“Eles apertaram a mão dele primeiro, depois o seguraram pela mão e, depois de alguns passos, amarraram as mãos nas costas dele com uma corda”, disse ela ao Morning Star News. “Eu, meu sogro e cunhado os seguimos, implorando e perguntando por que eles o estavam levando. Eles disseram que só queriam falar com ele e que não precisaríamos nos preocupar, pois eles o enviariam em breve”. 

Os membros da família continuaram a segui-lo até que os maoístas os parassem à força e os afastassem, jogando-os no chão, disse Jaini Munshi Tado. "Quase cinco ou sete minutos depois, ouvimos um tiro", disse ela chorando. “Corremos imediatamente na direção apenas para encontrar o corpo de meu marido na poça de sangue e os maoístas haviam ido embora. Chorei amargamente, meu marido se foi".

Estima-se que o pastor Tado tivesse cerca de trinta anos. Ele deixa para trás quatro filhos, com idades entre 6, 5, 4 e 1. Aldeões chateados com o crescimento da igreja e o número de convertidos ao cristianismo de sua religião tribal nativa incitaram os maoístas a matar o pastor, embora os agressores tentassem dar a impressão de que o mataram por ser um informante, disseram fontes do Morning Stars. 

A Índia ocupa a 10ª posição  na Lista de Observação Mundial 2020, da Missão Portas Abertas, dos países onde é mais difícil ser cristão. O país estava em 31º em 2013, mas sua posição piorou desde que Narendra Modi, do Partido Bharatiya Janata, chegou ao poder em 2014.

Fonte: Morning Stars News

Nenhum comentário