“ESTAMOS EM GUERRA”| Líder da banda Skillet lança “ofensiva” ao relativismo cultural no meio cristão

 

John Cooper: "A igreja atual não se parece mais com o cristianismo” |FOTO: Ethan Miller

John Cooper tem entretido o público por mais de duas décadas como vocalista da popular banda de rock Skillet. Mas agora ele está adicionando uma nova missão à mistura:  combater o relativismo cultural no meio cristão.

Cooper, que tem se destacado cada vez mais sobre as questões que assolam o Cristianismo e a América, lançou um novo livro intitulado “Awake & Alive to Truth: Finding Truth in the Chaos of a Relativistic World” (“Desperte e Viva para a Verdade: Encontrando a Verdade no Caos de um Mundo Relativista”, em tradução livre), cuja intenção é mostrar a verdade em uma época de apatia bíblica.

“Ficamos com tanto medo de dizer coisas verdadeiras que isso causou uma crise. Isso causou uma crise de pessoas que acreditam que são boas e que podem chegar ao céu sem a ajuda de Jesus”, disse o músico recentemente no podcast Edifi With Billy Hallowell.

Cooper tem se tornado uma voz combativa nos últimos meses sobre questões que atormentam a cultura – uma “ofensiva” que surgiu depois que ele começou a ver amigos ao seu redor lutando com sua fé e fazendo comentários que não se alinhavam com a verdade bíblica.

Segundo o artista, alguns de seus amigos cristãos começaram a dizer coisas como “Não acho que Jesus seja o único caminho” ou a fazer outras afirmações antibíblicas. Os temores de Cooper sobre a diluição da fé despertaram nele o desejo de falar e ajudar os outros a navegar os fluxos e refluxos de uma cultura cada vez mais caótica.

“Há um caos acontecendo por um motivo e precisamos ser ousados ​​sobre quais são esses motivos. Se você apenas fundamentar sua vida na verdade de Cristo, poderá escapar de todo esse caos”.

Livro lançado pelo músico, abordando sobre o relativismo cultural


O músico disse que há uma tendência perturbadora em que muitas pessoas passaram a acreditar que "nada no mundo é absolutamente 100 por cento verdadeiro", dizendo coisas como "sua verdade" e "minha verdade".

“O relativismo é algo em que os cristãos não podem acreditar. Estamos em uma guerra onde a igreja está perdendo tanto terreno dentro da igreja. A igreja não se parece mais com o cristianismo”, disse ele, observando que há muitas igrejas dentro das igrejas que não percebem essa realidade.

Há pouco mais de um ano, Cooper se envolveu em uma polêmica ao criticar o movimento “worship” moderno, onde predomina, segundo sua visão, uma fraca teologia que tem influenciado muitos jovens.

FONTE: Faitwire


Postar um comentário

0 Comentários